quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Por que Serra saiu do Ministério das Relações Exteriores? - Marcos Doniseti!

Por que Serra saiu do Ministério das Relações Exteriores? - Marcos Doniseti!
Política externa agressiva de Serra inviabilizou a sua permanência no ministro das Relações Exteriores. Arrumar confusão com os países latino-americanos, que compram a maior parte das exportações industriais do Brasil não é exatamente uma boa ideia. Afinal, eles poderão começar a comprar tais produtos da China, prejudicando os interesses das indústrias brasileiras. 

Existem vários motivos que explicam a saída de José Serra do ministério das Relações Exteriores. Um deles está relacionado ao perfil de Serra e o outro está conectado com as mudanças que se desenvolvem no mundo atualmente. 
Serra, definitivamente, não tem o perfil necessário para comandar o ministério das Relações Exteriores.

Esse ministério exige alguém com capacidade ampla de dialogar (um diplomata experiente, como é o Celso Amorim, por exemplo) e Serra não tem isso. Nunca teve.
Serra arruma muita confusão com os outros países, prejudicando o Brasil com uma política externa agressiva e totalmente equivocada e desnecessária.

Ele falou mal, com piada de mau gosto, da participação das mulheres na política no México, que tem uma ministra das Relações Exteriores e onde metade do Senado é formado por mulheres.

Serra também criou problemas em excesso com os países latino-americanos, atacando a Bolívia, Equador e Venezuela, por exemplo.

Outro dia mesmo a ministra venezuelana das Relações Exteriores ficou tão irritada com os problemas que Serra cria, desnecessariamente, com a Venezuela que ela o atacou duramente.

Serra também atacou Trump antes deste vencer a eleição, dizendo que a vitória dele seria um pesadelo.

O fato concreto é que Serra não tem nenhuma vocação para o diálogo e para a diplomacia. Ele foi colocado no cargo porque apoiou o Golpe e ninguém o queria em ministério da área econômica, na qual ele iria querer mandar. E quem manda ali é o setor financeiro.

Logo, Serra está mais para General do que para Diplomata.

Além disso, adotar uma política externa agressiva em um momento no qual o Brasil precisa sair de uma Depressão Econômica e, para isso, necessitaria fechar acordos comerciais com outros países, é algo pouco inteligente, para dizer o mínimo.

Afinal, quem irá querer dialogar e fechar acordos com o Brasil tendo um ministro de Relações Exteriores destes? Ninguém, é claro. 

Os países desenvolvidos estão adotando, cada vez mais, políticas protecionistas e nacionalistas, o que inviabiliza os planos do governo golpista de aumentar as exportações para os mesmos.

E os países latino-americanos são os principais mercados de exportação de produtos industrializados do Brasil.

Portanto, o governo brasileiro não pode ficar arrumando confusão com tais países, pois eles poderão deixar de comprar os produtos industrializados brasileiros e passar a adquiri-los da China, por exemplo. Isso geraria um prejuízo de bilhões de dólares anualmente para o Brasil, sendo que isso aconteceria em um momento no qual a produção industrial brasileira está desmoronando.

Assim, alguém que realmente manda no Governo deve ter chegado para o Serra e dito 'Sai. Você já criou problemas demais para o Brasil. Vai para o Senado e fique por lá até o final do seu mandato'.

É isso.

Links:

CNI mostra importância da América do Sul para exportações industriais brasileiras:

http://www.comexdobrasil.com/estudo-da-cni-mostra-importancia-da-america-do-sul-para-exportacoes-da-industria-brasileira/

Serra -  Vitória de Trump seria pesadelo:


Serra ataca a Venezuela:


José Serra ataca Venezuela, Bolívia e Equador:


José Serra - México é um perigo porque metade dos Senadores são mulheres:


Ministra das Relações Exteriores da Venezuela ataca Serra:

Nenhum comentário: