sábado, 22 de março de 2014

Tática Black Bloc e Marchas da Família fracassam! Sobrou apenas o Terrorismo Midiático! - por Marcos Doniseti!

Tática Black Bloc e Marchas da Família fracassam! Sobrou apenas o Terrorismo Midiático! - por Marcos Doniseti!

Golpistas e reacionários das Marchas da Família queriam transformar o Brasil numa nova Ucrânia, mas quebraram a cara. Motivo: Esqueceram de combinar com o povo, que não apareceu para o encontro...


A Marcha da Família em BH foi tão 'gigantesca' que o repórter não conseguia encontrá-la... rs...

Tentativa de Golpe de Estado no Brasil se enfraquece: Fracasso da tática Black Block e das Marchas da Família mostra que sobrou apenas o Terrorismo Midiático para a Oposição Reacionária! 

Depois que Dilma alterou a composição do STF, nomeando dois ministros constitucionalistas para a instituição (Barroso e Teori), o Golpe Judiciário ficou inviabilizado. 

Agora, existe uma maioria de ministros no STF que se pauta pelo respeito às leis do país e que se recusa a usar a instituição com finalidades políticas-institucionais, ou seja, visando derrubar o governo federal e a facilitar a ascensão da oposição ao poder, como aconteceu em 2012-2013. 

A derrota da acusação do crime de formação de quadrilha, para vários dos acusados, e que jamais foi comprovado pelos acusadores, deixou isso bem claro. A Direita Reacionária e Golpista perdeu a maioria que possuía no STF até 2013. 

É bom ficar claro que a farsa do julgamento da AP 470 tinha como metas principais não apenas a prisão de alguns dirigentes do PT, mas a destruição do partido e a derrubada da popularidade de Dilma e de Lula para um patamar tão baixo que não seria difícil afastá-los do poder, na visão dos golpistas, é claro. 

Mas isso também fracassou.


Paul Krugman ganhou o Prêmio Nobel de Economia e é respeitado no mundo inteiro. Miriam Leitão é apenas uma Urubóloga, que já há 10 anos diz que a economia brasileira afundará numa crise terrível. 

As tentativas midiáticas de promover uma crise econômica e social no Brasil, promovendo um terrorismo permanente a respeito da economia brasileira, o que já vem sendo feito há muito tempo, também fracassaram. 

A inflação mantém-se estável, o desemprego continua em queda (é o menor da história do país), o poder de compra da população continua aumentando todos os anos (vários pontos percentuais acima da inflação), o PIB cresce moderadamente (2,3% em 2013), mas num patamar superior ao da maioria das grandes economias mundiais. Entre as oito maiores economias do mundo, apenas a da China cresceu mais do que a do Brasil em 2013. 

Alguns colunistas econômicos desprovidos de maiores fundamentos teóricos (traduzindo: não sabem nada sobre Economia) chegaram a apostar que o início da retirada dos estímulos monetários por parte do FED (o Banco Central dos EUA) pudesse gerar uma crise econômica muito forte na economia mundial e, claro, também no Brasil. 

Mas os países emergentes já conseguiram absorver o impacto dessa mudança promovida pelo FED e o Brasil, em particular, não teve maiores dificuldades para manter a estabilidade econômica, usando para isso da política monetária (aumento da taxa Selic), fiscal (manutenção do superávit primário em 1,9% do PIB para 2014) e das imensas reservas internacionais acumuladas no governo Lula e que hoje estão próximas de US$ 378 bilhões, o que representa 17% do PIB brasileiro. 


Reservas cambiais brasileiras representam 17,1% do PIB e são suficientes para pagar 18 meses de importações do país.


Portanto, como o Terrorismo Midiático sobre a Economia não funcionou, o que a Direita Reacionária e Golpista tentou, neste começo de 2014, novamente, foi levar o povo às ruas. 

Primeiro, eles fizeram isso com os protestos do 'NãoVaiTerCopa', que atraíram um público reduzido, mas extremamente violento (os famosos Black Blocs e seus aliados do PSOL, PSTU, PSDB), o que acabou resultando na morte do cinegrafista da BAND. 

E quando a violência toma conta dos protestos, a maioria da população se volta contra os mesmos. E tal violência não alterou os índices de aprovação popular do governo Dilma, que se mantiveram estáveis. 

Assim, a 'tática Black Block', de botar fogo no país inteiro promovendo um festival de violência irracional e desenfreada, visando derrubar a popularidade de Dilma, também fracassou. 

E, agora, a mesma Direita Golpista veio com essa tentativa patética de ressuscitar as 'Marchas da Família' por todo o país. No entanto, todas juntas, somadas, mal conseguiram reunir, se tanto, mil pessoas por todo o Brasil, tornando-se um dos maiores fiascos da história brasileira. E este foi tão grande que as Marchas transformaram-se em motivo de piada e de chacotas nas redes sociais por parte de milhares de militantes progressistas. 


A oposição diz que o Brasil está acabando... Só se for com o desemprego, que fechou 2013 em apenas 4,3%.

Portanto, duas das maneiras pelas quais a Direita Golpista tentou derrubar o governo de Dilma-Lula-PT já fracassaram: o Golpe Judiciário e a violência da tática Black Block. Então, sobrou apenas uma: o Terrorismo Midiático, que já é utilizado há muito tempo e que, com certeza, será reforçado daqui até a eleição presidencial. 

Porém, é bom lembrar que esse Terrorismo Midiático já foi derrotado em várias oportunidades: Lula em 2002 e em 2006; Dilma em 2010; Haddad em 2012.

E a estabilidade que as pesquisas de intenção de voto mostram com relação à candidatura de Dilma, bem como a gigantesca vantagem que ela ainda possui em relação à todos os demais candidatos (tornando bastante provável a sua vitória no primeiro turno), mostram que não será nada fácil para a Grande Mídia conseguir derrubar a aprovação de Dilma e as suas intenções de voto nas pesquisas.


Pesquisa Ibope-Estadão de Março deste ano mostra Dilma disparada na frente.

Até porque, durante o horário eleitoral no rádio e na TV, a população tomará conhecimento de uma série de projetos e obras do governo federal que estão em andamento por todo o país e sobre os quais a Grande Mídia não comenta (mas que a campanha de Dilma fará questão de tornar conhecidos de todos). E quando a Mídia comenta algo a respeito destas obras, é para criticar e distorcer as informações a respeito das mesmas, dizendo que elas estão paralisadas, atrasadas, etc. 

Porém, entendo que esse Terrorismo Midiático já mostrou os seus limites nos últimos anos. Ele consegue aumentar o ódio e a fúria daqueles segmentos da população e da sociedade que já fazem, pelos mais variados motivos, oposição ao governo Dilma. 

Mas é só isso que ele faz. 


Apesar de todo o Terrorismo Midiático sobre o país, o Brasil continua sendo um mercado atraente para investidores externos e a economia continua crescendo. Nos três primeiros anos do governo Dilma o Brasil recebeu US$ 196 bilhões em investimentos externos produtivos. 

Mas enquanto uma crise real não acontecer e esta atingir em cheio a vida da população, não vejo como esse Terrorismo Midiático possa promover algum efeito sobre a vontade da maioria do eleitorado. 

Portanto, entendo que sem que aconteça uma crise bastante forte sobre a economia brasileira, e cujas chances de ocorrer são virtualmente nulas neste ano, Dilma permanecerá como a grande favorita para vencer a eleição presidencial deste ano. 

Quem viver, verá. 

Nenhum comentário: